Editorial

Aceitar a vida como ela é... e ainda sim, agir por algo mais!

novembro 16, 2016

PALAVRAS DO CORAÇÃO

Quem não tem ou já teve uma enorme lista de sonhos? Desejos sobre a vida pessoal, profissional, emocional, material e por aí vai. Sonhar é bom, uma amiga me disse certa vez que os sonhos, para serem realizados, precisam ser primeiro plasmados no astral, com isso, acredito que ela quis dizer que é preciso pensar sobre o que se quer, sobre como conseguir, imaginá-lo já realizado e completo, e encará-lo como algo realmente palpável. Creio que seja mesmo uma bela maneira de traduzir a crença em si mesmo ao desejar algo. É vero que existe muita coisa que depende das nossas atitudes, mas também acredito que cada uma delas tem seu tempo.  



Não adianta “por pilha” no tempo, o relógio da vida é dono do seu próprio nariz e não admite intromissão. É claro que temos que fazer a nossa parte, mas forçar a barra é não enxergar as tantas outras opções que a vida oferece avisando que tem outro caminho disponível.

O tempo pode ser o melhor remédio para os males da alma quando aceitamos seguir em frente. Pode ser o chá digestivo pro sapo enorme que desceu goela abaixo e que dá vontade de ficar remoendo infinitamente. Pode ser a mudança do ponto de vista sobre uma situação de tantos lados quanto a quantidade de pessoas envolvidas. O tempo pode ser a maturidade que ensina a ver a vida de um jeito diferente. O tempo pode ser exatamente o que você precisa, inclusive, descobrir que já se passou tempo demais. 



Ás vezes a gente usa muito do nosso tempo focada (o) no que acha que realmente é importante, quando na verdade o importante também pode ser: quando saber desistir ou mudar o foco. Aceitar a vida como ela é, não é como deitar em uma rede debaixo do coqueiro com uma limonada gelada ou cruzar os braços até que tudo aconteça ou se resolva.  É sim, fazer tudo o que está ao alcance e aceitar o resultado.

Muitas vezes o resultado não é bem o que tira da gente um belo sorriso de satisfação, mas acho que ganha muito mais quem pergunta: o que eu aprendi com isso? Do que quem pergunta: por que nada acontece do jeito que eu quero?

O fato é que fazer o meio de campo entre razão e emoção é praticamente “missão ninja”, mas pode trazer um baita resultado positivo.  O tempo também é bom professor e aprender a lidar com o que não está em nossas mãos, aceitar escolhas alheias às suas e não impor suas vontades como se fossem as únicas, é aprendizado de conclusão de curso. O diploma do “ aprender a viver a vida com sabedoria”. 

Pois é, uma introdução enorme, mas necessária para trazer para vocês novidades e notícias quentinhas sobre o meu mundo e o mundo do ohdeacasaa. A pessoa que vos fala, a “lôca”  do “ faz tudo ao mesmo tempo” passou por momentos e experiências transformadoras: geada que deu um “prejú” enorme, depois assalto, trabalho em fase de mudanças e outras coisinhas que somadas, deixam qualquer um meio sem chão. Mas tudo nessa vida acontece com um propósito e geralmente tem ligação com a nossa capacidade de transformação. 

Eu venho, há tempos, avaliando minha vida profissional e sentindo muita necessidade de ser feliz. Trabalhar com obra, reformas, fornecedores e mão de obra requer um certo “ quê” de sangue frio que a minha pessoa já não tem mais, esgotou. Ou talvez esteja tão necessitada de um tempo que mudar o caminho tornou-se a melhor das soluções. 

Passei um período do ano de 2016 trabalhando no TCC, uma loucura para manter a entrega dentro do prazo. Quatro dias antes da entrega fomos assaltados e levaram meu computador, dentre outras coisas. Por sorte, não levaram o becape e pude finalizar a tempo usando um computador velhinho, quase uma máquina de escrever digital... rsrsrs... ponta firme! Mas no momento seguinte, pós experiência traumática, senti uma necessidade enorme de agir, de fazer algo imediatamente para mudar a energia e sentir que a vida não estava estagnada e eu apenas levando lambada de cabeça baixa. 

Pensei no que eu poderia fazer e escolhi enveredar para questões culinárias, passei três meses produzindo e vendendo salada no pote. Foi uma experiência especial que, como tudo nessa vida, traz aprendizados. E quais foram os meus? Para quem balançava a bandeira de que não sabia cozinhar, as coisas funcionaram de um jeito muito legal e entendi que tudo é possível nessa vida, basta você estar feliz com o que faz. 

Claro que a surtada pessoa que vos fala não se contentou em trabalhar em uma única coisa e, ao mesmo tempo, iniciei as costuras, um lado meu que já vem na luta para aflorar e até então estava sem prioridade. 

Chegou num ponto que precisei escolher, não dava para andar com os dois e decidi ficar com as costuras. As saladas e antepastos não serão banidos da minha vida, mas sei que é preciso ter investimento, lugar e gente para ajudar, é o tipo de negócio que funciona bem se crescer, sem investimento vira só complemento de renda e aí não rola; funciona bem assim, para quem trabalha com doces para festas. 



Entãããoooo... chegamos ao ponto. Ao optar pelas costuras resolvi trazer para o blog esse meu lado costureira de ser, que “órrrrna” com o universo do ohdecasaa e soma mais uma coisinha na minha lista multidisciplinar deste meu eu, cheio de bracinhos ao estilo polvo de ser. A partir de hoje, apesar de já ter postado umas coisinhas no face, o blog também será a morada das  minhas costurices e criações... hum... viu? Criações... é só uma palhinha do que vem por aí!!! 

Apesar da minha longa ausência, meu coração continua batendo pelo blog, ele não está pronto, não tem espaço para propaganda, a pessoa que trabalhava nisso seguiu outros caminhos também e eu resolvi aceitar a situação. Vou continuar cuidando dele, mas terei que aguardar outro momento para levá-lo ao nível que desejo. Tudo bem! Para escrever eu não dependo de ninguém, por isso... voooolteeeeeiiiii!!! 

Beijos, beijos!!




Palavras do Coração

Você ama? Simbiose e quatro patas.

junho 15, 2016

PALAVRAS DO CORAÇÃO

Eu gosto de acordar de manhã, abrir a porta da cozinha e ver aqueles olhinhos doces e a carinha meio amassada de sono olhando para mim. Pergunto se dormiu bem. É, eu falo com cachorros, gatos, papagaios, plantas e sozinha também; faço um cafuné de bom dia e cubro se estiver muito frio. 




São 13 anos de muito amor, carinho, troca e cuidado de lá para cá e daqui para lá. Não sei bem quem cuida de quem, mas é comum eu me sentir como aqueles garotos de pé no chão, garotos da infância do meu pai, que andavam por aí sem medo, aprontando todas e com o cachorro no encalço. Amizade sincera, puro amor e companheirismo.  Três passos meus e três dela, se vou, ela vai e se venho, mesmo que se distraia por alguns momentos, lá vem ela rapidinho até me alcançar. 

Uma simbiose por afinidade... Amar os animais não é apenas tê-los em casa, alimentá-los e dar um canto para dormir. Quando se decide ter um amigo de quatro patas, asas ou qualquer outro tipo tem que se ter consciência de que amor é tudo. Comida e proteção é obrigação, afinal, esse animal, por natureza, poderia estar vivendo por aí e se virando. Se você limitou suas possibilidades, porque ele está sob seu teto, é você quem tem que mantê-lo saudável em todos os sentidos.

Aí, entra o amor, o cuidado. Quem não entende muito bem o que isso significa, critica quem dedica tanto carinho aos animais. Eu diria que exageros sempre são prejudiciais para ambas as partes e que carinho é energia que você doa e recebe, a qualquer momento ou situação, para animais ou pessoas; acho que é mais uma escolha de vida.

Já ouvi gente dizendo que é besteira investir na saúde dos pequenos, com tanta criança precisando de socorro por aí. E aí penso... pera lá pessoa, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Ninguém tem que deixar de socorrer e se preocupar com os animais, porque existem crianças necessitadas e nem as crianças deixarão de ter ajuda, porque tem alguém se preocupando com os animais. Na verdade, acredito que cada um tem sua missão nessa vida e temos que nos preocupar com ambos. 

Tem gente que vai dedicar a vida às crianças, gente que vai dedicar-se aos animais, aos idosos, aos sem teto... Todas são causas importantes, porque fazemos parte da mesma criação, estamos inseridos na mesma natureza. 

Quem acha que bicho não sofre, não sente dor, tristeza ou alegria precisa rever seus próprios conceitos. E para quem é muito cético nesse quesito, aí vai uma informação muito interessante, que confesso, não tenho mais acesso ao link original, mas o conteúdo é legal. Um médico neurologista, cientista americano, provou que um cão pode chegar ao mesmo estágio emocional e de aprendizado de uma criança de até 2 anos, ou seja, eles reagem, sentem e aprendem como nós, mas com uma limitação que os leva até um certo limite. Segundo ele, a intenção é fazer as pessoas compreenderem que os animais merecem respeito e cuidado, porque são parte da natureza como nós e podem ser considerados “pessoinhas limitadas”, ou no que prefiro acreditar, criaturinhas em evolução. O médico, cientista americano, pretende seguir em frente fazendo testes com outros animais e assim, mudar a convivência e a relação dos humanos com o restante da criação.

Genteeee, somos parte de um todo e não uma criação a parte. Vamos distribuir respeito, amor, carinho e atenção para todos os lados, que acertemos em quem for, pequenos ou grandes, gente ou bicho, que anda ou que voa, nada disso importa, o que importa mesmo é a troca boa, positiva e construtiva de uma relação em equilíbrio com o mundo.

Esse pequeno pacotinho de pelo que cuida da minha pessoa chegou aos 13 anos, na verdade, uma experiência nova para mim, já que, antes dela, sempre aconteceu alguma coisa que levou, para o meu coração, meus amores, antes do tempo.

Descobri que na vida de um cachorro existem várias versões dele mesmo, como acontece conosco... exatamente igual. A criança, o adolescente, o adulto e o idoso. É a minha primeira vivência com a velhice canina e olha, é uma das coisas mais doces que já vivi. Ela dorme muito e já está com a audição limitada e mesmo assim, não deixa passar nada. Se tropeço em uma cadeira (e faço isso muitas vezes...rs) e ela está dormindo, acorda, levanta e vem até mim, só falta falar “tá tudo bem com você? Ouvi um barulho e vim ver se está tudo bem!”. 

A simbiose é o resultado da convivência e da observação, para cuidar bem você tem que conhecer bem, e sei o que ela quer só pelo olhar, pelo jeito de se comportar ou até pela maneira de não fazer nada; plantada no meio da sala, olhando para mim com as orelhas baixas: “tô precisando de alguma coisa”ou levantadas:  “vamos brincar ou passear?”.

Como ela não me ouve mais, ao menos não o tom normal da voz, me comunico com gestos e toques e ela compreende tudo, do jeitinho dela. Fico pensando que a versão mais companheira e simbiótica só é possível na velhice mesmo, e que não é  justo que acabe em tão pouco tempo, mas também contenho meus desejos. Não quero ela até os 17, como acontece com alguns cães, se não for para ter qualidade de vida, me sinto egoísta. Prefiro o meu sofrimento ao dela. 

E ela tá aqui do meu lado, roncando...kkkk. Dormindo “sussa”, mas se eu me mexer, desperta. Bagunceira por natureza, a natureza de todo Fox Paulistinha... adoroooo! Carinhosa, protetora, esperta, rápida (agora bem menos...rsrs), brava... eita,  que já colocou muito pedreiro folgado para correr...kkk .Diversão à parte gente, adorooo quando alguém não a respeita, porque acha que tamanho não é documento e ela coloca o cidadão no lugar dele. Nunca mordeu ninguém, juro, mas que já deu uns rapa pé e fez cidadão folgado dançar miudinho... fez...kkkk. E aí digo: “viu!!! Quem mandou não levar a sério o espaço dela? Eu avisei!”RS. E é isso que mais curto nela. Sempre se impôs com classe, nunca mordeu... um doce de coco com brigadeiro, mas com personalidade. Puxou a mãe? Kkkk humilde!

Sobrancelhas brancas de sabedoria e as pelanquinhas de pescoço mais gostosas do planeta, adoraaaaa um cafuné no “pecoço”rsrsr. Amo muito tudo isso e hoje escrevi sobre minha pequena bola de pelo doce e carinhosa, porque é muito amor e eu precisava compartilhar essa coisa boa com mais gente, gente que também ama os animais e respeita a natureza. 

E para você que me acha meio sem noção ou pouco consistente, porque valorizo e respeito os animais e a natureza, vai uma coisinha para pensar:

Amor é tudo. Se você ama de verdade, ama você mesmo e os outros, ama os animais e as plantas. Amor é respeito, quem ama não machuca, não mata, não estraga. Quem ama protege, cultiva e acolhe. Amor é universal, portanto, não tem limites. Não se conta amor nos dedos e muito menos o quanto se dá dele para o mundo. Amor egoísta não é amor, é aprendizado... válido, mas limitante. Você ama?

Beijos, beijos

Decoração

Marcenaria ou Modulado?

abril 27, 2016

DECORAÇÃO

Viver é fazer escolhas com as quais temos que conviver. Deixar a casa do jeitinho que você sempre quis envolve uma coleção enorme de “isso ou aquilo” que beira uma corrida ao terapeuta. 




Entre “coifas ou depuradores”, “forno a gás ou elétrico” e outros tantos dilemas, chegamos a este: 

Com quem fazer os armários?

Desenvolver um projeto de armários requer a apreensão de diversas informações técnicas e estéticas para que o resultado final seja harmonioso, prático e do tamanho certo do seu investimento.




Marcenaria ou Modulado, uma dúvida cruel e difícil de solucionar quando não se sabe bem quem é quem nessa briga pela fama. Hoje vou tentar ajuda-la (o) a entender melhor o assunto para que sua escolha seja consciente.



Marcenaria:

Considerando a crescente falta de espaço das casas e apartamentos de hoje, uma das maiores vantagens da marcenaria é poder desenvolver todo o projeto sob medida, aproveitando cada cantinho e espaço disponível. A gama de acabamentos também é maior e os projetos são totalmente personalizados.

A desvantagem é que uma boa marcenaria sempre é muito concorrida e o prazo de entrega pode variar de 30 a 90 dias, dependendo do montante a ser produzido.

São maiores as possibilidades de acabamentos , sendo possível trabalhar com laminado melaminico ou laminado decorativo de alta pressão (logo mais falaremos sobre isso), e tipos de materiais diferentes para cada uso ou situação.




Modulado:

Como o nome mesmo indica, são módulos pré-definidos mantidos pelo fabricante e que são utilizados de forma a preencher as necessidades e dimensões do espaço sem que possam sofrer alterações o que, muitas vezes, limita o aproveitamento das áreas disponíveis. Cada linha possui sua própria variação de cores, dimensões e acessórios.

A vantagem é o prazo de entrega que pode variar de 15 a 30 dias.




Ambas possuem vantagens e desvantagens, porém o mais importante é a qualidade e a confiança. Afinal, os móveis, principalmente os planejados,  consomem grande parte do orçamento da decoração de uma casa.

Cuidado na hora de comparar preços, não existe milagre! Valor baixo demais descompensa alguma coisa que pode ser: mão de obra ruim, portanto barata; material de pouca qualidade e outras coisinhas.

Conhecer o histórico da empresa é saber em que terreno você está pisando. Uma boa dica é saber se a montagem é feita por funcionários de confiança ou por uma terceirizada recém-contratada. O acabamento é 70% do produto, montagem mal feita e acabamento ruim é decepção na certa.

Outra dica é conversar com quem já contratou esse tipo de serviço. Lembre-se, a principal pergunta não é: Deu problema? E sim: Os problemas foram prontamente resolvidos? E também: Qual a política de pós venda?

Explicando melhor. Problema pode acontecer mesmo, como costumo dizer, todo o mundo erra. O importante é a disponibilidade em solucionar a questão, ao invés de enrolar o cliente até ele surtar. E a política do pós-venda é o atendimento que a empresa oferece para depois da entrega, quando você começar a utilizar o produto pode sentir necessidade de alguns ajustes. 

O esquema: produto vendido x cliente deixado de lado, não cabe mais no mercado concorrido de hoje.



Custos gerais:

A grande variedade de acessórios é capaz de empolgar qualquer um e assustar na hora do orçamento. Por isso, algumas dicas sobre custo do projeto pode ser muito útil.




01- Quanto mais gavetas mais caro, pois aumenta também a quantidade de ferragens e puxadores. Dois itens dispendiosos; 




02-  As portas de vidro e perfis de alumínio também encarecem, pois são mais dispendiosas do que as de MDF. Use-as apenas se quiser dar leveza ao espaço e em poucas portas;




03- Porta com espelho possui uma estrutura diferente e também engorda o orçamento final. Não tem parede para ter aquele espelho caprichado de corpo inteiro? Opte por uma única porta com espelho no armário e as demais em acabamento laminado decorativo;



04- Uma boa opção para diminuir o custo é abrir mão dos gavetões em favor de prateleiras com portas; 


05 - Aumentar as prateleiras abertas e nichos pode ser uma medida meio drástica para economizar, mas se o orçamento está apertado, porque não assumir um estilo despojado e descontraído? Mas, lembre-se de deixar tudo sempre arrumadinho!



06 - Os aramados e acessórios também engordam o orçamento. Use-os com parcimônia, optando pelos que realmente farão diferença no seu dia a dia;



07- O acabamento branco é o mais em conta, se quiser dar um toque a mais, use o madeirado apenas nos detalhes. O branco nas caixas, e as portas naquele acabamento que você sempre sonhou pode ser uma boa saída;




08-  Hoje a tendência é não utilizar os armários da cozinha até o teto, ou ao menos não por completo. Como é muito difícil a laje ou gesso estarem 100% retinhos, o acabamento desse encontro fica também comprometido e por isso, as próprias empresas preferem manter os armários longe. Então, você aproveita a moda e economiza, pois essa “gola” que finaliza o fechamento entre laje e armário é trabalhosa e, portanto cara; 




09- Utilize portas de correr nos dormitórios apenas se forem necessárias, os trilhos por onde elas correm são mais caros que as dobradiças das portas comuns. As portas comuns são 100% eficientes!



10- Dica importante: armário para banheiro é o mais chatinho de construir e instalar, por isso, proporcionalmente costuma ser muito mais caro que o restante. Para você não desabar com um orçamento absurdo, nunca faça apenas banheiro. Se a intenção é executar os ambientes por partes, escolha fechar o negócio em pacotes. Junte os banheiros com mais dois ambientes maiores pelo menos. Barato eles não sairão, mas não custa fazer o que é possível para melhorar! 

E você? Conte sobre as escolhes que você fez para enxugar o orçamento dos armários da sua casa!

Gostou do post? Ele foi útil para você? Então, me ajude na divulgação do ohdecasaa compartilhando com os amigos nas redes sociais!  

Tem dúvidas sobre o tema? Pode deixar sua pergunta nos comentários! Quer dar sugestões e pitacos? Também pode!!!

Beijos, beijos!!

Decoração

Gaveteiros para organizar e embelezar a sua casa

abril 20, 2016

DECORAÇÃO & ORGANIZAÇÃO

Levante a mão quem não gosta de umas gavetinhas espertas para guardar a bagunça nossa de cada dia!! Sou uma criatura organizada por natureza, mas sempre digo que ninguém é de ferro e uma gavetinha de bagunça para momentos agitados é sempre bom! Mas só uminha, hein gente! Jogo ali coisas pequenas que não sei bem o que fazer e de tempos em tempos faço uma geral: tem utilidade ou apelo emocional fica, não sei o que é ou não lembro de onde veio... lixoooo.

Hoje é dia de gaveteiro, não simplesmente gavetas, mas peças com um pouco mais de personalidade. Com rodízios ou com jeito de “porque não pensei nisso antes” as peças do post de hoje solucionam necessidades como ninguém!




Nem sempre a beleza está na simetria. Um gaveteiro como “perna” de uma bancada de trabalho faz de uma solução simples, um pouco mais elaborada o que, “vamu cumbiná”,  ficou ainda melhor com o contraste de cores entre o branco e a madeira.




No banheiro ou na sala, um gaveteiro com rodízios já é uma baita solução prática. Fácil de movimentar na hora da limpeza e colorido então, vira a estrela principal. Para completar os elogios, temos que admitir, a solução móvel fica mais econômica do que uma peça inteira e fixa, feita sob medida.




Se você tem uma porta encostada por aí, ou uma peça de madeira com tamanho suficiente, sua mesa está pronta. Dois cavaletes e um gaveteiro como na imagem, ou um cavalete e um gaveteiro se o espaço for para apenas uma pessoa. Pra que gastar horrores? 




Sabe aquela peça meio detonada que tá quase indo para o lixo? Pincel, tinta, papel, tecido ou adesivo, um pouco de dedicação e você ganha um móvel charmoso! Não tem veia artística? Uma corzinha nova e pronto, um cantinho da sua casa renovado e você felizinha (o) por não ter precisado fazer empréstimo para um móvel novo!




“Não quero mais saber daquela máquina de lavar velha”!!! E aí o que fazer com aquele vão?  Nosso eterno salvador, o gaveteiro, nesse caso, vestido de fibra natural, vem em socorro e deixa tudo mais simpático e útil. 

Você coleciona discos de vinil? Caixas/gavetas com frente de vidro organizam seus amores e ainda deixa o décor personalizado. Enjoou? Muda as capas dos discos de ordem, que muda o “clima”da sala. 




Encontrou umas gavetas largadas por aí, ou o móvel já era, mas as gavetas sobreviveram? Pezinhos palito, uma corzinha e você ganha um gaveteiro/aparador que só você tem!

Um bancão básico é apoio no Hall com uma caixa que vira gaveta com rodízio. O top da simplicidade.




Uma pilha de tijolos ganha status de móvel com tábuas de madeira e gavetas móveis de fibra natural. Casamento perfeito e cheio de estilo... eu quero!!!

Uma mesa de vidro e um gavetão, o dois em um que deu certo. 



E para finalizar, um pequeno apanhado de gaveteiros charmosos para você complementar o seu ambiente com graça e praticidade. Gostei de todos, mas os meus preferidos são os com pés palito... Olhinhos brilhando!

Curtiu o post de hoje? Então, me ajude na divulgação do ohdecasaa compartilhando com os amigos nas redes sociais! 

Quer dar a sua opinião? Use e abuse dos comentários! Quer dar sugestões e pitacos? Também  pode!!!

Se quiser acompanhar o blog, é só assinar a newsletter e receber todas as postagens em tempo real (custo zero). Aviso aos navegantes: não envio spam.

Beijos, beijos!!

Decoração

7 Ideias para dividir ambientes com estantes

abril 06, 2016

DECORAÇÃO

Tooodoooo o mundo já sabe que eu adoro ler e confesso que não tenho mais comprado livros por pura falta de espaço. E olha que não sou do tipo que compra, lê uma vez e depois esquece o coitadinho na estante, leio de novo e de novo! Então, vamos dar uma colher de chá para a minha pessoa, afinal, tenho livros, mas leio... e releio....rsrs. Não sou uma louca das compras que fica com um estoque para ler e que nunca começa. 

Claro que não sou a única, com certeza tem muita gente por aí com livros “entafuiados” por todos os lados, sonhando com uma solução charmosa para deixá-los pomposos e à mão. Por isso, dei uma sapeada pelo mundo virtual e encontrei algumas boas ideias para aproveitar o casamento: necessidade de dividir um ambiente x organização. Que tal usar seus amados livros como parte da decoração?



Para começar, um cantinho charmoso cheio de bossa. Uma peça móvel que pode mudar de endereço e de lugar. O charme maior é o desenho interno super criativo e cheio de movimento. Também adorei as três gavetinhas!


Com jeitinho retro, a peça reta e com madeira escura fica linda e leve. O piso uniforme oferece ainda mais destaque para a nossa estrela.



A versão “basicona”, com divisões iguais e sem muitos detalhes também fica superinteressante. A repetição de elementos define uma linha visual e o ritmo do conjunto. As caixas de fibras naturais dão o “tcham” final.



Um acesso maior do que o necessário pode fazer nascer uma estante bem criativa!




Paredes brancas lisas e com a textura do tijolo aparente que adoroooo, fazem um casamento bem legal com o nicho da estante em cor forte.  Divide ambiente, mantêm a luz e não fica na zona de conforto do “tudo branco”.




Um cantinho perto da escada. Ao invés de guarda corpo, uma estante pouco profunda e seus livrinhos logo ali, pertinho pertinho em estilo mais “classudo”.




Outra escada lindamente explorada. Dessa vez, mais criativa do que “classuda”! Tem para todos os gostos!!! Vamos ser solidárias (os) com os nossos livros queridos, cuidar com carinho desses guardiões das palavras, portais de viagens no tempo ou para mundos inexistentes, eles merecem nossa atenção. 

Curtiu o post de hoje? Então, me ajude na divulgação do ohdecasaa compartilhando com os amigos nas redes sociais! 

Quer dar a sua opinião? Use e abuse dos comentários! Quer dar sugestões e pitacos? Também pode!!!Se quiser acompanhar o blog, é só assinar a newsletter e receber todas as postagens em tempo real. Aviso aos navegantes: não envio spam.

Beijos, beijos!!




Organização

15 Dicas para aproveitar bem o seu armário ou closet

março 21, 2016

ORGANIZAÇÃO

Eu adoroooo abrir as portas do meu armário e encontrar tudo rapidinho. Esse negócio de cavoucar pilhas de roupas e outras coisas misturadas num bolo só, às vezes até com roupa suja, não é a minha praia! Gosto mesmo é de bonitezas e isso inclui a maneira como guardo as minhas coisas. É importante para mim sentir prazer em vivenciar o meu espaço e a organização é dos principais ingredientes, claro, de mãozinha dada com a limpeza, mas esse é assunto para outro post.




Hoje vou dar dicas para deixar o seu armário mais prático, bonito e arrumado, ou seja, vou alimentar sua alma com energia positiva, claro! Afinal de contas, segundo o Feng Shui, organização e limpeza renovam as energias e as matêm positivas. Não sou “profissa” no assunto, mas é fato que, quando limpamos e organizamos, dá até para sentir o ar mais “leve”.

De primeira já posso dizer que não existem exatamente regras para organizar, existem maneiras e estilos adaptáveis a cada pessoa. Não adianta forçar a barra e impor um “jeito”, o ideal é que você compreenda as suas necessidades e tenha consciência do seu ritmo. A dica é, absorva as ideias e use-as do seu jeitinho, assim fica mais fácil de manter depois.




01- Praticidade. Visualize as suas coisas pensando na constância do uso. O que você usa mais deve sempre ficar à mão e mais à vista, e o que usa menos vai para o espaço do armário com acesso menos fácil. 



02- O desapego é norma obrigatória. Nenhum milagre vai acontecer no seu armário se ele estiver entupetado de coisas que você não usa mais, que não serve ou está nas últimas. Doe, faça a sua parte. Bom para você e para outras pessoas também.




03- Organizar os cabides por tipos de peças e cores é visualmente bem legal e facilita para achar tudo. Camisa com camisa, jaqueta com jaqueta, calça com calça.



04- Subcategorizar por cor também é super prático. O armário fica uma belezura só e facinho para achar tudo.




05- Caixas são opções super práticas e bonitas, se etiquetar, melhor ainda, assim não é preciso abrir todas para achar o que você precisa.




06- Dobrar as camisetas do jeito tradicional e fazer pilhas não muito altas é uma forma simples de organizá-las, mas fica mais eficiente se estiverem em prateleiras ou gavetas com frente de vidro, assim você visualiza o topo de todas e sabe qual pegar, sem fazer aquela mexida medonha. Ou em formato de arquivo, com todos os topos visíveis.



07- Fazer rolinhos de camisetas, blusas ou outros tipos de peça também vale. O espaço ocupado é basicamente o mesmo, mas pode deixar o armário mais charmoso e também mais prático, dependendo da maneira como você utiliza as suas coisas.




08- Em armários infantis o conceito é o mesmo, deixar o que é mais usado de fácil acesso, só que nesse caso, a facilidade deve ser pensada em prol das crianças. É importante que elas tenham independência.




09- Cestas e mini gaveteiros ajudam a por ordem em pequenos objetos, além de dar um tcham no visual. Adorooo!


10- Saquinhos de TNT para guardar malhas, meias, sapatos, eles são mil e uma utilidades, pois permitem que o que está guardado “respire”. O melhor é que se você tem uma veiazinha de costureira, pode fazer em casa em diversos tamanhos e cores e com um investimento mínimo. Os TNTs são super baratinhos.







11- Divisórias de gavetas de vários materiais e tamanhos. Você pode comprar pronto ou sob medida. Pode ser de madeira, acrílico, tecido e para quem curte fazer, tem vários tutoriais na internet para a sua diversão, olha no blog “Casa Arrumadinha” e no “dasmariasblog” . Dá para guardar roupa íntima, meias, bijus, lenços, cintos e o que mais sua imaginação mandar.




12- Cabides específicos para cada uso. Pendurar as suas roupas da maneira correta é aumentar o tempo de vida de cada peça, além de estarem sempre prontas para usar sem aqueles “amassados de armário” e ainda deixam tudo mais bonito!




13- Ganchos para gravatas, cintos, echarpes e penduricalhos facilitam o manuseio de toda essa parafernália estilosa, que costuma virar nó se guardada de qualquer jeito. 



14- Sapateiras deslizantes. São como gavetas, mas próprias para os sapatos. A vantagem é não precisar fazer alongamento ou ginástica para alcançar os pares que estão mais ao fundo. Vocês já devem ter visto a prateleira giratória, tem gente que gosta, mas o feedback que tive foi de que, se cair alguma coisa atrás dela... já era. No mínimo um salvamento dificultoso.




15- Prateleiras de TNT. Se sobra espaço no cabideiro e falta nas gavetas, elas são uma mão na roda. Já resolvi falta de espaço para os sapatos com várias dessas em uma parte do armário que estava vazia de cabides de roupas.

E assim finalizo as quinze dicas do dia para deixar o seu armário supimpa de organizado! Quer manter tudo sempre assim? Crie o hábito de colocar de volta o que tira do lugar, tem gente que acha que é perder tempo e deixa para depois e aí, o depois vira pesadelo, pois soma muuuitas coisinhas que não voltaram quando devia para o seu cantinho e que precisarão ser reorganizadas novamente. Isso sim é perda de tempo e energia.

Curtiu o post de hoje? Então, ajude-me na divulgação do ohdecasaa compartilhando com os amigos nas redes sociais! 

Quer dar a sua opinião? Use e abuse dos comentários! Quer dar sugestões e pitacos? Também pode!!!

Se quiser acompanhar o blog é só assinar a newsletter e receber todas as postagens em tempo real. Aviso aos navegantes: não envio spam.

Beijos, beijos!!


Ôh de Casaa!! Store

Manifesto

Manifesto
Comprar de quem faz...

Instagram