Tapete – Beleza que se põe no chão

setembro 17, 2015

DECORAÇÃO

Desde séculos atrás, os tapetes estão por aí acolhendo, aquecendo, colorindo, emprestando seu charme para ambientes dos mais simples aos mais requintados. Historicamente vai longe sua utilização e não há registro preciso de seu nascimento, apenas descobertas arqueológicas sobre peças que confirmam seu vasto uso e sua idade avançada, o que só vem comprovar que, tudo o que é bom, mantém-se sem esforço e o tapete reina há muito tempo.


Hoje darei o ponta -pé inicial ao nosso bate papo sobre tapetes. Assunto vastíssimo e que deu uma “trabalheira” para pesquisar e organizar de forma simples e clara. Reuni todas as informações que considero importantes sobre o assunto e cheguei a nada menos que sete páginas de conteúdo... sem imagens! Considerando que tempo é item “faltoso” em nossas agendas, resolvi dividir em várias postagens esse gigante informativo, para que você não perca o pique no meio do caminho. 

Para começar, achei interessante falar sobre o tapete em si, informações simples sobre o que o compõe e como distinguir tapetes fabricados manualmente dos industrializados.


O tapete é composto basicamente de duas partes que se complementam:

A urdidura é o conjunto de fios verticais tensionados entre os dois extremos do tear. As franjas do tapete são os extremos dos fios da urdidura.
A trama é constituída de um ou mais fios transversais (geralmente dois, um frouxo e outro tenso), dispostos entre duas fileiras de nós. A trama serve para apertar os nós em fileiras paralelas e garantir a solidez do tapete. A trama é apertada com um pente especial." (Fonte: Wikipédia)




Para identificar se o tapete é artesanal ou industrializado dê uma olhadinha no verso. As peças produzidas industrialmente possuem cola no lado avesso. Já os artesanais não são perfeitamente simétricos e ocorre leve alteração nos pontos. Os artesanais são sempre mais valorizados.

O tapete delimita o espaço, define onde as pessoas irão estar, aquece o ambiente e dá o acabamento final juntamente com as peças de decoração. Existem diversas maneiras de utilizá-los e muitas regras que ajudam para chegar ao resultado esperado.

Os tapetes podem ser utilizados em toda a casa, mas depende do estilo de vida e das necessidades de cada família. Aqui, vou dar uma prévia sobre o assunto, mas teremos tudo muito mais detalhado no decorrer das postagens sobre tapetes.

Dez dicas rápidas sobre tapetes:


01- Salas de estar: solução acolhedora e charmosa deixa o ambiente convidativo e gostoso de ficar.



02- Sala de Jantar: o uso de tapete neste ambiente desperta divergências quanto aos prós e contras. Há regrinhas importantes a serem respeitadas para um final feliz.


03- Home Theater: uma delicia poder se esparramar em cima de um tapete na hora do filme com pipoca.


04- Hall de entrada: receber bem também é função dele e com personalidade.


05- Hall de circulação: passadeiras ou runners, são tapetes estreitos e compridos que se adéquam bem aos formatos desses ambientes.


06- Banheiros: ao invés daquele tapetinho na saída do Box, uma peça um pouco maior pode ser bem aconchegante, mas se você prefere um ambiente clean, fique apenas com as toalhas de piso mesmo.



07-  Lavabos: se for espaçoso, tapetes pequenos e delicados ajudam a manter a área próxima á pia em ordem e sem respingos. Mas, cuidado na hora da escolha, neutros e discretos são os mais indicados e devem ir à máquina para facilitar a vida. Se o lavabo for pequeno, evite; provavelmente enroscará durante o abre e fecha da porta.


08 - Cozinhas: passadeiras emborrachadas, fáceis de limpar.



09 - Dormitórios: em cidades frias é questão de conforto mesmo. Levantar e colocar os pés quentinhos direto no chão frio é desagradável e nada saudável. Use um tapete retangular no sentido perpendicular á cama, passando por baixo dela e deixando três lados expostos, um de cada lado e nos pés também. É solução chique, mas prepare o bolso, o tapete acaba ficando bem grandinho. Atente para que o tapete incorpore a largura do criado mudo. Se você curte passadeiras, uma de cada lado e outra nos pés da cama também funciona, mas não é todo o mundo que gosta. 

10- Só use tapetes nesses ambientes (banheiro, lavabo, cozinha e sala de jantar) se você realmente curte, ao contrário e se o seu piso é digno de ser contemplado, deixe-o livre e a mostra.

Se você gostou das dicas, abaixo a listinha das postagens que dão continuidade ao assunto, assim você lê quando quiser ou devora tudo de uma vez, vai do tempo disponível e da sua fome de saber!

Beijo, beijo!!

01- Tapete – Beleza que se põe no chão (você está aqui)
02- Dicas para definir o tamanho ideal do tapete 

Dicas sobre o melhor formato e textura para o seu tapete
- Qual formato é a melhor opção?
- De que material e textura escolho o meu tapete?

Dicas de como combinar o tapete
- Como combinar o tapete com outros elementos?
- Com que cor eu vou?

Como utilizar tapetes estampados e como economizar na hora de escolher.
- É complicado utilizar tapetes estampados?
- Dá pra economizar na hora de escolher?
- Não quero me desfazer do tapete, o que faço?





You Might Also Like

0 comentários

Ôh de Casaa!! Store

Manifesto

Manifesto
Comprar de quem faz...

Instagram