Cores e Humores

maio 11, 2020

DECORAÇÃO


Tá aí um assunto cheio de possibilidades, um polvo de opções, um universo inteiro de possíveis escolhas: CORES. Tudo é cor, cada cantinho desse mundão se apresenta com suas nuances e tons divinamente belos, para todos os gostos e personalidades.  As cores despertam sensações, emoções e também podem estar ligadas aos tipos de personalidades, segundo alguns especialistas.  Além disso, os projetos de arquitetura também se utilizam das cores para transformar espaços, ambientar, e comunicar, já que as cores impulsionam os nossos sentidos e dão vida ao espaço habitável.


Mas, claro que por aqui o papo vai rumo ao mundo da decoração, afinal de contas, a cor é a base, é o ponto onde tudo se encontra e se harmoniza, sempre lembrando que quando falamos de cor, falamos de muito mais do que apenas a tinta que vai na parede. 


Maaaassss, sabendo que a tinta é a primeira coisa em que pensamos quando falamos de cores, então, é por ela mesmo que vamos começar.  “Ramo nessa”?

Como dosar a cor dentro de casa?



Comece pensando em como o ambiente será utilizado. É para esticar as pernocas e relaxar? É para juntar a galera e se divertir? Ou para sentir-se aconchegado e seguro em seu cantinho preferido?


E quem vai usar? Será um espaço individual, será coletivo, é para crianças, adultos ou melhor idade? Gostos diferentes costumam se chocar na hora de fazer escolhas, mas muita conversa e um pouco de jogo de cintura resolve tudo, certo?


Avalie também se será um ambiente de passagem ou longa permanência, o tempo que ficamos no espaço tem uma enorme importância quando falamos de cor na parede.



Você curte cores fortes e vibrantes? Fique atenta (o) a quantidade de superfície a ser pintada, cuidado para não se empolgar, ninguém quer enjoar daquela cor “magavillhosa” em uma semana nééé!?


A iluminação também é super importante, luz natural e luz artificial incidem de formas diferentes sobre a tinta e podem resultar em soluções completamente diferentes, não arrisque, faça o teste. Escolha duas ou três opções próximas da cor que você almeja e pinte um metro quadrado de cada cor, uma ao lado da outra em dois locais diferentes; um grupo com incidência de luz natural e outro não, observe –as em horários diferentes do dia e também à noite e só então decida.  



Como escolher a cor?

Aposto que a primeira ideia que veio nessa cabecinha, com certeza, foi a de colocar o dedinho direto na sua cor preferida, naaada contra a sua amada e adorada cor, mas para e respira, pense sobre todas as questões levantadas no item anterior e veja se a presença dela na sua vida será como cor dominante (a cor que ocupa maior área na composição), se será como cor tônica (a cor mais forte e que aparece como pontos focais) ou como cor intermediária (a cor que equilibra os dois extremos).
Além disso, ainda temos os diferentes tons (escala de claro e escuro de uma cor de acordo com a quantidade de cinza contida nela) que um matiz (a cor especificamente) pode oferecer, ou seja, se sua cor preferida for um verde, existem muitas possibilidades de tons para equilibrar a composição e fazer você felizinha (o), sem dar bola fora.


Existe um universo enorme de possibilidades para incluir cor em um ambiente: paredes, móveis, tecidos, objetos, almofadas; e a mesma enorme quantidade de resultados. Sim pessoas queridas, seu estilo existe e pode ser representado em uma decoração, seja ele qual for. Por isso, não tenha medo de ser autêntica (o) se joga sem medo, só não toma banho de tinta tá!? ;)


Um assunto muito interessante que envolve o nosso papo de hoje é a psicodinâmica das cores, e aí você me pergunta: “Que diacho é isso?” 

“Psicodinâmica é palavra obtida pela junção de outras duas, Psico + Dinâmica

Veja os significados:
Psico: mente, espírito, alma.
Dinâmica: reunião das forças, ou do potencial interno, causadoras do incentivo, do estímulo ou da evolução de alguma coisa.

No design, podemos dizer que a Psicodinâmica das Cores é a ciência que estuda como reagimos às cores, que são convertidas em estímulos pelo cérebro humano. (fonte aqui)

Eeeeentãoooo, vamos dar uma geral nessa listinha de cores para sanar as dúvidas básicas sobre o assunto, sim meus amores, uma pinceladinha apenas, porque o assunto é extenso e cheio de braços... 
Vamos nessa!!!



Vermelho: estimulante, vibra energia e vitalidade, representa a impulsividade, persistência e motivação. Trabalha o afeto e a energia física, em excesso pode inspirar revolta, agressividade, raiva e aumento da frequência cardíaca


Laranja: desperta o entusiasmo, a vitalidade, criatividade, otimismo, alegria e coragem. Como uma cor quente e cheia de energia como o vermelho e o amarelo, é uma cor expansiva. Em excesso pode fortalecer características como a prepotência e a melancolia.


Amarelo: a cor mais rapidamente identificada pelo olho humano desperta otimismo, alegria, felicidade. Considerada a cor da velocidade, intensifica a razão, a lógica e a criatividade, pois estimula os sentidos trabalhando o intelecto e a capacidade de tomar decisões. Em excesso pode despertar sensações como o isolamento, pessimismo, desolação e descrença.



Verde: relaxa e pacifica, além de transmitir a sensação de frescor e esperança. Pode trabalhar o desenvolvimento do desejo de cooperação, liberdade e também justiça. O excesso pode despertar sentimentos de inveja, preconceito, indiferença, ciúme, avareza.


Violeta: a cor da transmutação, trabalha a intuição, a tolerância, a humildade e o relaxamento; também trabalha o talento para as artes, além de transmitir a impressão de nobreza e elegância. Em excesso pode trazer a sensação de isolamento, desrespeito, saudade, falta de persistência, melancolia, orgulho e autoritarismo.


Azul: promove a tranquilidade, equilíbrio, paz, serenidade, devoção, bem-estar e inspiração para a espiritualidade. Em excesso pode levar a apatia, melancolia, fantasia, desconfianças e dúvidas.



Índigo: trabalha a confiança, expressão, seriedade, pureza, melhora a percepção e o desejo de ajudar. Em excesso amplia a sensação de vazio, isolamento e imaturidade.

E você pensa que é só isso? Não é não, mas vamos deixar por aqui a nossa lista de informações sobre cores, porque o conhecimento disponível sobre o assunto é eeeenorme. Que tal compactar? Abaixo um conjunto de sugestões e dicas de cores para criar espaços autênticos com criatividade, ousadia, calma e classe.



Infográfico cedido por spacelovers

Curtiu? Compartilha! Conhecimento nunca é demais!!!
Beijos, beijos


You Might Also Like

0 comentários

Ôh de Casaa!! Store

Manifesto

Manifesto
Comprar de quem faz...

Instagram