Arte e Design

Stella Ferraz - Arte na Cozinha

maio 29, 2019

ARTE E DESIGN

Nessa minha busca em pesquisar para dividir descobertas e informações, venho misturando assuntos técnicos com outros mais divertidos! Acho que vale a pena oferecer temas especiais. Na minha pesquisa em busca de novidades, fui parar em sites americanos sobre designers e aí, vasculhando, me deu o estalo! E a arte no Brasil? Então, me lembrei que um dia, muitos anos atrás, conheci o atelier da ceramista Stella Ferraz.


Fui apresentada ao espaço simpático e cheio de estilo  por um amigo craque em achados – mas não foi o da foto acima, foi o anterior... mas tá valendo né!?). Adorei o lugar e as peças, e tenho certeza de que você também vai se encantar. São utilitários e peças especiais, desenvolvidas em linhas ou criações sob encomenda. Até a lista de casamento vai ficar especial e pode ser feita do jeito que mais te agrada. 

Com tanto encanto e delicadeza, não me contive e resolvi compartilhar com vocês, espero que ela não se incomode, mas tanta beleza e talento devem ser vistos! Para quem gosta do que é belo e de qualidade... sonhe de olhos abertos!






Uma mesa bonita é feita de amor, imagina só quanto amor tem em cada uma dessas belezuras!!! Não foi feito por máquina, foi feito à mão, com dedicação, carinho e muuuuito suor!O forno é quente bem 🔥!!! rsrsrs!!!

Beijos, Beijos

Decoração

Loft – Quero um pra mim!

maio 22, 2019

DECORAÇÃO

Eu con-fes-so-o-o-o!! rsrsrs. Adoro o conceito de Loft, acho mega charmoso!! Pena que aqui no Brasil não rola, a pegada por aqui é outra; a localização, o estilo de construção e a nossa cultura não abrem muito espaço. Apesar de que, acho que o que falta mesmo é incentivo. 


Me lembro que, na faculdade (que já faz um tempinho....hehe), fizemos projetos para reurbanização de uma área de depósitos abandonados do porto de Santos. projetamos áreas culturais, espaços para vida noturna e, claro, o meu queridinho loft. Mas, da ideia para a ação, rola uma certa “dificulidade” política e burocrática, “tão tão”, que ninguém se atreve lutar a favor.


E aí vem aquela dúvida que surge do âmago do ser: Loft é igual a Quitinete, que é igual a Flat e que é igual a Estúdio? Não pessoas queridas, não temos quadrigêmeos nesta saga. Cada um é um, mas para não “incompridá o cunversê” vou simplificar: 



Quitinete: Sinônimo de calor humano, com cerca de 50m2 para quarto, sala (questão de criatividade hehe), cozinha, lavanderia e banheiro.
Maiores fãs: estudantes sedentos por liberdade, solteiros de todas as idades e idosos sozinhos.


Estúdio: Ainda menor, com mais ou menos 30m2, costuma ter o quarto em espaço privativo (junto com o banheiro tá!?) e o restante integrado. A atração fica por conta dos espaços coletivos de lazer, lavanderia e serviço de diarista.
Coisa de gente grande...


Flat: É como um quarto de hotel com brindes:  amostra grátis (oi??) de sala e amostra grátis (hahaha) de cozinha (que de graça não tem nada nééé!?). Os serviços são os mesmos da hotelaria, mas a locação é diferente.
Não é “P.F.”, mas é coisa de executivo!!


Loft: Aêêê !!!! Agora sim, o assunto me animou! Então não vou resumir não, vamos dar uns passinhos para trás e conhecer o comecinho de tudo, assim podemos entender melhor esse jeito de morar tão charmoso e que, geralmente, só vemos em filmes.


Como nosso amigo Jeans (leia aqui), porém um pouco mais jovem, o Loft também nasceu na França, na década de 50 e rapidinho cruzou o Atlântico para fazer seu nome em Nova Iorque.



A definição do termo Loft vem do uso de espaços transformados e adaptados para moradias, que originalmente eram utilizados para armazenagem ou produção; ambientes como galpões industriais ou celeiros e, geralmente, com um pé direito caprichado que o povo aproveita para construir o desejado mezanino.


E como ele criou fama mundial? Essa é fáááácil, culpa do cinema... de novo!!! Pois é pessoas queridas, o cinema sempre foi o tal quando se trata de criar moda, hoje ele divide o ofício com a TV e a Internet, mas ainda dá muito caldo!😁



Mas, voltando ao assunto da vez, o Loft, com esse jeito informal, despojado e estilo “tô nem aí”, virou marca registrada da galera alternativa, uma turma que prefere ser diferente, do que nadar no mesmo sentido que o resto do mundo.... liberdade!



O sucesso foi tanto que, depois de um tempo, os Lofts genéricos começaram a surgir. As construtoras perceberam a tendência e mandaram ver na produção. O jeitão é o mesmo, só que a construção é nova:

- Liberdade total com ambientes integrados;
- Muita coisa aparente: parede de tijolos, tubulações e estruturas de ferro ou madeira;
- Acabamentos sem “mimi”, tipo cimento queimado;
- Muita luz natural com janelas grandes e amplas;
- Pé direito alto;
- Mezanino (opcional);







E “vamú cumbiná” que deve ser uma delícia morar num espaço assim!!??? A amplitude, a sensação de espaço, de liberdade!!! Eu quero um pra miiim!!! 

Beijos, beijos!!!

Cozinha

Cozinha Organizada

maio 15, 2019

ORGANIZAÇÃO

Falei sobre projetos, materiais, estilos, ergonomiaopções de elétrodomésticos, e dicas para bem resolver o coração da casa, nossa amada cozinha. Mas, de que adianta a beleza que não aparece porque está soterrada na bagunça? Então, vamos organizar e facilitar a vida, cozinha precisa ser prática, nééé!!??


É impossível usar a cozinha sem fazer uma pequena revolução, no café da manhã, almoço ou no lanchinho rápido, se as coisas não estiverem cada uma no seu quadrado.


Organizar a cozinha não é apenas mantê-la com tudo sempre em seu devido lugar mas, que lugar é devido para cada coisa. Arrumado não é organizado. 


Organizar significa entender como cada pessoa desenvolve as atividades inerentes a este espaço e consequentemente, onde e como tudo deve ser armazenado, algumas dicas podem se encaixar nas suas necessidades e fazer do seu dia na cozinha, muito mais agradável e prazeroso.


Louças e acessórios que se combinam evitam a sensação de confusão. Cores iguais ou em harmonia são mais agradavéis de serem vistas juntas. 


Na imagem acima, também dá para aproveitar a boa idéia de como guardar os práticos porém, rebeldes potes plásticos.O Segredo é que cada tampa está embaixo de seu respectivo pote assim, ninguém perde horas a procura da cara metade de um ou do outro.


Para quem tem um cantinho de refeição na cozinha ou separada dela, como uma sala de almoço, pode deixar o que é mais utilizado bem perto e á mão. Pode ser em um armário baixo, alto, em prateleira ou nichos como esses acima. Cestas organizam os pequenos objetos e o jogo americano para o dia a dia, que também pode dormir confortavelmente na gaveta, se houver uma. Expostos podem ficar os jarros, xícaras e pratos, coloridos deixam o ambiente alegre e por estarem bem combinados, não vão contra a intençao de organizar.


Pequenas e simples soluções com criatividade rendem resultados e pouco gasto. Canecas, vasos, jarros organizam os talheres grandes e de uso continuo no fogão.


As xícaras em ganchos também funcionam dentro de armários, ganham espaço e diminuem o risco de quebra por não estarem empilhadas como de costume.


Se você gosta do estilo mais despojado, pequenas prateleiras ordenam os inumeros temperos do Cheff. Por ordem de tamanho e reunidos por cores e tipos. É agradavél de se ver e aposto, super prático para usar e manter arrumado. Esse é um exemplo simples do organizado bem resolvido, criativo e barato, já que armários exigem muito mais investimentos.


As vilãs da organização... as tampas!!! O que fazer com elas se sem não dá para ficar? A solução da cordinha na porta do armário é coisa de casa de vó, né?! Mas, funciona! Na imagem, a criatividade entra em cena novamente, no lugar dos fios barras metalicas. Uma barra de porta toalha pode ser adaptada a idéia. 


O escorredor de pratos também organiza e facilita o acesso as tampas temperamentais e pode substituir o porta tampas oficial se você não conseguir encontrá-lo, ou prefere a economia criativa. 


Existe também o porta tampa de plástico, uma versão simples e mais fácil de achar. Se investimento e espaço não é problema, peças aramadas que funcionam como gavetas são ótimas, bonitas e práticas.


Na despensa: potes transparentes de boca larga e hermeticamente fechados permitem fácil identificação, acesso prático com o dosador e proteção contra humidade. Se você usa pouco, etiquetas com data de validade é uma segurança a sua saúde e também ajudam a identificar produtos parecidos como farinha de trigo e maizena, por exemplo.




Costumo dizer que não há motivo no mundo que justifique não investir na cozinha ideal. Minha teoria é que: quem ama cozinhar merece a cozinha perfeita e quem não gosta, terá momentos mais agradavéis em uma cozinha bonita, organizada e bem resolvida.





Considerando essa linha de pensamento, os elétrodomésticos são os maoires aliados e eles também precisam ser bem armazenados. Nas imagens, soluções de planejamento levados ao extremo... positivo. Cada batedeira, liquidificador, torradeia moram em seu próprio cantinho. Até eu, que cozinho pouco, posso dar uma passadinha mais longa só pra curtir!





Para os ambientes despojados, que não possuem armários planejados ou para quem mora em apê alugado, prateleiras com louças expostas ficam charmosas mas, precisam estar sempre muito organizadas! Ordenar por cor, tamanho, uso, material... 



Escolhi trazer algumas dicas para ajudar você a manter sua "menina dos olhos" sempre de bem com o dia a dia. Pequenas dicas que podem ser complementadas em postagens futuras, já que minha pessoa adoooraaa o assunto cozinha e mais ainda organização!!

Beijo, beijos!!!

Ôh de Casaa!! Store

Manifesto

Manifesto
Comprar de quem faz...

Instagram